MUSEU DE ARTE DE SÃO PAULO - Assis Chateaubriand
- | A | +
O MASP é uma instituição pioneira, no país, na constituição de atividades educativas para o seu público. Desde sua origem oferece visitas para crianças e adultos, cursos de história da arte, design, fotografia, desenho, gravura, moda, propaganda e formação de professores em atividades desenvolvidas, dos anos 40 aos 80, respectivamente entre outros, por Suzana Rodrigues, Flávio Motta, Hebe de Carvalho, Najma Burdman e Eunice de Moraes Sophia. Nos anos de 1990 atividades de recepção de grupos agendados em visita ao museu estiveram sob a orientação da Coordenadoria de Atendimento do MASP, originalmente sob a responsabilidade de Maria Isabel de Souza Meirelles e posteriormente de Henrique Luz.

Em 1997, ano do cinqüentenário do museu, foi implantada no MASP, sob o patrocínio do Yazigi International, uma nova coordenadoria: o Serviço Educativo.



Concebido por Paulo Portella Filho, assistido por Christina Moreira Marx, Renato Brolezzi e Ernesto Bonato, e desde 2004, por Luciano Rodrigues, esse novo setor, além de servir de unidade mediadora entre as áreas do museu visando o público, tem como finalidade maior a interlocução criadora com o visitante.

Promove atividades específicas, e diversificadas, de interpretação de obras para as exposições da Coleção do MASP e daquelas oriundas de outras coleções.

Entre elas destacam-se: as visitas orientadas para grupos agendados (simples e com ateliê); assessoria para professores, publicações; encontros sobre história da arte, cursos de férias no ateliê, roteiros eletrônicos para as exposições temporárias, e as visitas temáticas para o publico individual.

Desde 1999, as visitas com atividades de expressão artística, ou mesmo atividades autônomas de expressão, acontecem no Ateliê do MASP, inexistente na sede da Avenida Paulista desde que o museu se transferiu da Rua Sete de Abril, em 1968. Esse novo local foi definitivamente agregado ao Serviço Educativo depois da reforma que o edifício recebeu entre 1997 e 200.

Nos anos anteriores à sua instalação definitiva no 2ºsubsolo do MASP atividades de ateliê sempre funcionaram como apoio do Serviço Educativo para exposições temporárias e em locais variados do museu. Entretanto, em configuração prévia e mais próxima à que tem hoje foi possível em janeiro de 1998, quando o Ateliê do MASP foi aberto simbolicamente ao público por Suzana Rodrigues, a criadora do Clube Infantil de Arte do MASP em 1948.
|