MUSEU DE ARTE DE S√O PAULO - Assis Chateaubriand
- | A | +
Anna Maria Maiolino, O Herói, 1966/2000, acervo MASP

Anna Maria Maiolino: estilo tardio às avessas

A trajetória de Anna Maria Maiolino é marcada por um anacronismo fundamental: sua recepção só se consolida nos anos 1990, quando o trabalho da artista já diferia substancialmente daquele por ela desenvolvido durante as duas primeiras décadas de sua carreira. Se tal anacronismo acarreta dificuldades para a historiografia, ele também pode ser tomado como uma oportunidade para que se repense o lugar histórico da obra de Maiolino durante anos 1960 e 1970, de modo a evitar lugares-comuns como a ideia de uma produção ainda imatura ou meramente derivativa em relação ao que seus colegas de geração faziam naquele momento.


ASSISTA A APRESENTAÇÃO




PALESTRANTE

Sérgio Bruno Martins  
Professor do departamento de Hist√≥ria da PUC-Rio e autor de¬†Constructing an Avant-Garde: Art in Brazil, 1949-1979¬†(MIT Press, 2013). Tem ensaios e artigos publicados em diversas revistas e peri√≥dicos como¬†October,¬†Artforum,¬†Novos Estudos,¬†Third Text¬†e¬†Zum, bem como em cat√°logos como¬†Cildo Meireles¬†(Reina Sofia e Serralves, 2013),¬†Alexander Calder: Performing Sculpture¬†(Tate, 2015) e¬†H√©lio Oiticica: To Organize Delirium¬†(Whitney, Carnegie e Art Institute of Chicago, 2016). √Č autor de um ensaio sobre Anna Maria Maiolino a ser publicado no cat√°logo de sua retrospectiva no MoCA de Los Angeles (2017).