MUSEU DE ARTE DE SÃO PAULO - Assis Chateaubriand
- | A | +

DIÁLOGOS NO ACERVO

Que relações poderiam ser feitas entre coisas de diferentes origens, períodos, tamanhos e estilos? Os cavaletes de cristal, no 2º andar do MASP, eliminam hierarquias entre obras do acervo, dispensam roteiros predeterminados e desafiam narrativas canônicas da história da arte. A transparência espacial convida os visitantes a construírem seus próprios caminhos, permitindo justaposições inesperadas e diálogos entre arte asiática, africana, brasileira e europeia. Os diálogos dão-se não somente entre obras, mas também entre elementos que compõem cada obra, como fundo e figura, frente e verso, tela e moldura; ou até entre obras e outros visitantes.

Para aprofundar as relações e perspectivas possíveis na coleção do museu, o MASP organiza uma série de conversas no acervo, sempre às terças, às 16h, e às sextas, às 16h. As conversas têm duração aproximada de 1h e acontecem em grupos de até 20 pessoas.

INSCRIÇÕES: para participar, é necessário inscrever-se na recepção do 1º subsolo com, no mínimo, 1 hora de antecedência. Às terças-feiras a entrada no museu é gratuita.

O programa substitui o antigo modelo de visitas orientadas à coleção, diferindo da dinâmica em que os visitantes são conduzidos por um percurso cujo anseio é abranger a totalidade ou os destaques da exposição. Os diálogos no acervo, por sua vez, aproximam-se mais de um grupo de estudos, no qual seus participantes também trazem problemas, observações e referências a fim de compartilhá-los entre si.

As conversas são conduzidas por Leonardo Matsuhei e Pedro Andrada, da equipe de Mediação e Programas Públicos do MASP.


DATAS E OBRAS COMENTADAS

23 de maio, terça-feira, 16h e 26 de maio, sexta, 16h
Candido Portinari, série Retirantes, 1944  
Diego Rivera, Os semeadores, 1948 
Diego Rivera, O Carregador (Las Ilusiones), 1944  
David Alfaro Siqueiros, Presságio (Angélica Arenal de Siqueiros), 1950

30 de maio, terça-feira, 16h e 2 de junho, sexta, 16h  
Alfredo Volpi, Fachada com Bandeiras, 1959
José Antônio da Silva, A colheita de algodão, 1947 

6 de junho, terça-feira, 16h e 9 de junho, sexta, 16h  
Carybé, Briga de cachorros, 1942
Rafael Borjes de Oliveira, Vista de Salvador, 1951
Bárbara Wagner, Sem título (da série Brasília Teimosa), 2005
Abelardo da Hora, Nega Fulô, 1954

6 de junho, terça-feira, 16h e 9 de junho, sexta, 16h  
Pablo Picasso, Retrato de Suzanne Bloch, 1904
Pablo Picasso, Toalete (Fernande), 1906
Chaim Soutine, A grande árvore, 1942

13 de junho, terça-feira, 16h e 16 de junho, sexta, 16h  
Eugène Delacroix, O Verão - Diana surpreendida por Acteão (as quatro estações de Hartmann), 1856-1863
Edgar Degas, Quatro Bailarinas em Cena, 1885-1890