MUSEU DE ARTE DE SÃO PAULO - Assis Chateaubriand
- | A | +

DIÁLOGOS NO ACERVO

Que relações poderiam ser feitas entre coisas de diferentes origens, períodos, tamanhos e estilos? Os cavaletes de cristal, no 2º andar do MASP, eliminam hierarquias entre obras do acervo, dispensam roteiros predeterminados e desafiam narrativas canônicas da história da arte. A transparência espacial convida os visitantes a construírem seus próprios caminhos, permitindo justaposições inesperadas e diálogos entre arte asiática, africana, brasileira e europeia. Os diálogos dão-se não somente entre obras, mas também entre elementos que compõem cada obra, como fundo e figura, frente e verso, tela e moldura; ou até entre obras e outros visitantes.

Para aprofundar as relações e perspectivas possíveis na coleção do museu, o MASP organiza uma série de conversas no acervo, sempre às terças, às 16h, e às quintas, às 18h. As conversas têm duração aproximada de 1h e acontecem em grupos de até 20 pessoas.  

INSCRIÇÕES: para participar, é necessário inscrever-se na recepção do 1º subsolo com, no mínimo, 1 hora de antecedência. Às terças-feiras a entrada no museu é gratuita.

O programa substitui o antigo modelo de visitas orientadas à coleção, diferindo da dinâmica em que os visitantes são conduzidos por um percurso cujo anseio é abranger a totalidade ou os destaques da exposição. Os diálogos no acervo, por sua vez, aproximam-se mais de um grupo de estudos, no qual seus participantes também trazem problemas, observações e referências a fim de compartilhá-los entre si.

As conversas são conduzidas por Leonardo Matsuhei e Pedro Andrada, da equipe de Mediação e Programas Públicos do MASP.


DATAS E OBRAS COMENTADAS

25 de abril, terça-feira, 16h e 28 de abril, sexta, 16h

Artista Cusquenho, Nossa Senhora dos Remédios, século 17
Frei Agostinho de Jesus, Nossa Senhora dos Prazeres, primeira metade do século 17 
Bartolomeo Passante, ou Mestre da Anunciação aos Pastores, Adoração dos pastores, 1630-35

Atribuído a Aleijadinho,São Francisco de Paula,1760-80

2 de maio, terça-feira, 16h e 5 de maio, sexta, 16h

Francisco Goya y Lucientes, Retrato do Cardeal Luis María de Borbón y Vallabriga, 1798-1800 
Francisco Goya y Lucientes, Retrato de Don Juan Antonio Llorente, 1809-1813   
El Greco, Domenikos Theotokopoulos, Anunciação, 1600  
Diego Rodríguez de Silva y Velázquez, Retrato do Conde-Duque de Olivares, 1624

9 de maio, terça-feira, 16h e 12 de maio, sexta, 16h
Artista Marajoara, Urna, 400-1350 d.C 
Artista Marajoara, Recipiente, 400-1350 d.C 
Andrea Mantegna, São Jerônimo penitente no deserto, 1448-51 

16 de maio, terça-feira, 16h e 19 de maio, sexta, 16h

Claude Monet, A Ponte Japonesa sobre a Lagoa das Ninféias em Giverny, 1920-1924  
Lasar Segall, Interior de Indigentes, 1920  
Max Ernst, Bryce Canion Translation, 1946

23 de maio, terça-feira, 16h e 26 de maio, sexta, 16h

Candido Portinari, série Retirantes, 1944  
Diego Rivera, Os semeadores, 1948 
Diego Rivera, O Carregador (Las Ilusiones), 1944  
David Alfaro Siqueiros, Presságio (Angélica Arenal de Siqueiros), 1950

30 de maio, terça-feira, 16h e 2 de junho, sexta, 16h  

Alfredo Volpi, Fachada com Bandeiras, 1959
José Antônio da Silva, A colheita de algodão, 1947 

6 de junho, terça-feira, 16h e 9 de junho, sexta, 16h  

Carybé, Briga de cachorros, 1942
Rafael Borjes de Oliveira, Vista de Salvador, 1951
Bárbara Wagner, Sem título (da série Brasília Teimosa), 2005
Abelardo da Hora, Nega Fulô, 1954

6 de junho, terça-feira, 16h e 9 de junho, sexta, 16h  

Pablo Picasso, Retrato de Suzanne Bloch, 1904
Pablo Picasso, Toalete (Fernande), 1906
Chaim Soutine, A grande árvore, 1942

13 de junho, terça-feira, 16h e 16 de junho, sexta, 16h  

Eugène Delacroix, O Verão - Diana surpreendida por Acteão (as quatro estações de Hartmann), 1856-1863
Edgar Degas, Quatro Bailarinas em Cena, 1885-1890