MUSEU DE ARTE DE SÃO PAULO - Assis Chateaubriand
- | A | +
Nicole Mouracade
Tudo o que já foi, tudo o que é e tudo o que será

2012
Concreto moldado
Foto: Thiago Calazans

Sinopse do projeto

Concebida para ocupar a vitrine pública da estação Trianon-MASP, a instalação “Tudo o que já foi, tudo o que é e tudo o que será” se refere a um movimento de temporalidades e espaços diversos, em constante fricção, convidados a conviver em uma mesma plataforma. Esse lugar reservado é uma vitrine subterrânea, cripta isolada do público por uma parede de vidro, “display” que lembra o de um museu de história natural. Ele exibe suas peças arqueológicas, como “despojos” de um outro tempo: latinhas de refrigerante amassadas, itens que foram descartados, coletados e depois utilizados como moldes. Estas espécies de souvenirs (no caso, bastante atuais, de um passado não mais que recente) são marcados por um caráter particular em sua aceleração, uma dinâmica que não só produz cada vez mais restos, como depende deles para prosseguir seu ciclo de repetição. A pertinência do projeto para esse local tem a ver com o inevitável vínculo que esse objeto (a latinha) tem com o grande público que circula no metrô, e a surpresa que pode ser encontrá-las num contexto capaz de gerar surpresa e estranhamento.
Fernando Oliva