MUSEU DE ARTE DE SÃO PAULO - Assis Chateaubriand
2015
- | A | +

Juca Martins, Visita do Papa, 1980, gelatina/prata tonalizada, Coleção Pirelli MASP de Fotografia

ACERVO MASP
FOTOGRAFIA NO TRIANON-MASP: JUCA MARTINS
Período:
30.4 a 26.7.2015

O museu renova o programa expositivo da estação Trianon-MASP, em São Paulo, com obras da Coleção Pirelli




Escola Kayapó, Aldeia Djetuktire (1991)

ACERVO MASP
FOTOGRAFIA NO TRIANON-MASP: MILTON GURAN
Período:
1.8 a 11.12.2015

Com curadoria de Adriano Pedrosa, Luiza Proença e Rosângela Rennó, da equipe da diretoria artística do MASP, Vitrines do Trianon MASP exibem trimestralmente diferentes obras da Coleção Pirelli MASP de Fotografia, criadas pelo museu em 1991.




Paul Cézanne, O Grande Pinheiro, 1890-1896, óleo sobre tela, 89 x 70 cm.

ACERVO MASP
ARTE DA FRANÇA: DE DELACROIX A CÉZANNE
Período:
17.7 a 8.11.2015

Esta exposição atravessa quase duzentos anos de produção artística na França, dos séculos 18 ao 20, exibindo retratos, paisagens, naturezas-mortas e cenas históricas e do cotidiano, do mais importante acervo do período no Hemisfério Sul. Estão representados artistas de herança neoclássica, como Ingres, e romântica, como Delacroix; além de nomes ligados aos movimentos precursores do modernismo, como o realismo, de Courbet; o impressionismo, de Monet e Degas; o pós-impressionismo, de Cézanne, Van Gogh e Gauguin; o grupo dos Nabis, de Vuillard; e o cubismo, de Picasso e Léger.




Cinco moças de Guaratinguetá, de Di Cavalcanti, participa da exposição Arte do Brasil no século 20.

ACERVO MASP
ARTE DO BRASIL NO SÉCULO 20
Período:
10.4 a 28.6.2015

Arte do Brasil no século 20 apresenta uma seleção de obras da coleção do MASP, em diálogo inédito com documentos do arquivo histórico e fotográfico do museu. O recorte não pretende construir uma história abrangente da arte do século 20. Ao contrário, o conjunto é fragmentado, e, se há uma história que ele revela, é a do próprio museu e de seu acervo. Ao lado das obras, são expostos documentos referentes a elas, como correspondências, fotografias, folhetos, catálogos e textos diversos.




Sandro Botticelli e ateliê, Virgem com o Menino e São João Batista Criança, 1490-1500, têmpera sobre madeira, diâmetro 74 cm.

ACERVO MASP
ARTE DA ITÁLIA: DE RAFAEL A TICIANO
Período:
26.6 a 4.10.2015

MASP, segundo subsolo.




Benedito Calixto, Rampa do Porto do Bispo em Santos (1900) participa da exposição Arte do Brasil até 1900, a partir de 26/3 no 2º subsolo do MASP.

ACERVO MASP
ARTE DO BRASIL ATÉ 1900
Período:
26.3 a 6.6.2015

A exposição apresenta um recorte da coleção de pintura brasileira do MASP, do século 17 ao 19, do período colonial à República. Reúne não apenas obras da coleção, mas também documentos do arquivo histórico e fotográfico do Museu, e apresenta não só um panorama do período mas também revela um pouco das histórias em torno da construção do acervo MASP. Assim, diversas histórias se entrelaçam: a do MASP, a trajetória das obras do Museu e a própria história da arte brasileira.




Albino Braz, Sem título (homem vestido com retrato na parede).

ACERVO MASP
HISTÓRIAS DA LOUCURA: DESENHOS DO JUQUERY
Período:
12.6 a 11.10.2015

De 12 de junho a 11 de outubro, o MASP apresenta a exposição Histórias da loucura: desenhos do Juquery, inaugurando um novo espaço expositivo no primeiro subsolo do museu. A mostra reúne cerca de 100 desenhos feitos por internos do Hospital Psiquiátrico do Juquery, localizado em Franco da Rocha, São Paulo. As obras eram parte da coleção do Dr. Osório César (1895-1979), fundador e diretor da Escola Livre de Artes Plásticas, que funcionou no hospital entre meados de 1950 e 1970 e onde lecionaram artistas como Lasar Segall e Maria Leontina.




Vista da exposição MASP em Processo no dia 09/01/2015. Foto de Eduardo Ortega.

EXPOSIÇÃO DO ACERVO
MASP EM PROCESSO
Período:
20.12.2014 a 8.3.2015

O MASP está em processo de renovação institucional. O ano de 2015 será dedicado à exploração dos diversos acervos do museu. A volta dos icônicos cavaletes de vidro de Lina Bo Bardi (Roma, 1914 - São Paulo, 1991) como expografia da coleção permanente, no segundo andar, está programada para o segundo semestre.




O TRIUNFO DO DETALHE (E DEPOIS, NADA) Mostra de acervo do MASP com 60 obras de grandes artistas dos últimos cinco séculos.

EXPOSIÇÃO DO ACERVO
O TRIUNFO DO DETALHE (E DEPOIS, NADA)
Período:
01/11/2013 a 28/6/2015

Uma flor, um relógio sobre a mesa, um sorriso... No detalhe de uma obra-prima, o artista revela seu valor maior e constrói narrativas que permitem ao espectador apreciar a obra e seu conjunto, tal como ela se mostra no arco do tempo de sua existência. O Triunfo do Detalhe (e depois, nada) permite uma nova visão sobre 60 obras já consagradas do acervo do Museu.




A pintura Moema, de Victor Meirelles, pode ser apreciada logo após seu processo de restauração, no 2 andar do MASP - exposição Romantismo (até 13 de outubro de 2013)

VICTOR MEIRELLES DE LIMA
MOEMA
Período:
01/11/2013 a 28/6/2015

BANK OF AMERICA MERRILL LYNCH E MASP APRESENTAM PRIMEIRA OBRA DO PROGRAMA DE RESTAURAÇÃO PATROCINADA DE OBRAS DE ARTE