MUSEU DE ARTE DE SÃO PAULO - Assis Chateaubriand
- | A | +

MODERNISMO TROPICAL - VERONIKA KELLNDORFER E TEREZA DE ARRUDA

Período:
18 de setembro às 19h30
Informações Gerais

Modernismo Tropical
Na trilha da Modernidade
Uma viagem ao tempo
Uma conversa sobre arquitetura e artes plásticas
Uma arqueologia do Modernismo Tropical

À ocasião de sua exposição, "Cinematic Framing", na Casa de Vidro de Lina Bo Bardi, a partir de 19.09, a artista alemã Veronika Kellndorfer conversa com a curadora Tereza Arruda sobre sua obra, que explora o potencial estonteante da arquitetura. A artista discutirá a questão da Modernidade e suas condições de assimilação, com foco nas obras públicas de Lina Bo Bardi. Além disso, trará exemplos de expoentes da arquitetura da California e do Brasil, oferecendo interações entre arquitetura e artes plásticas. 

Ao olhar para arte e arquitetura como disciplinas paralelas, Kellndorfer permite-se conversar sobre questões elementares como espaço, tempo e dimensões de perspectivas distintas.

Veronika Kellndorfer (Munique, 1962) fotografa estruturas arquitetônicas de centros urbanos como Los Angeles, Roma, Paris e recentemente São Paulo, escolhendo seções e inversões a serem impressas, como serigrafia sobre vidro. A arquitetura impressa interfere com o ambiente construído, e estes cenários acabam por revelar a natureza efêmera do ver, assim como a subjetividade do espaço. Suas obras são substitutos da realidade, recorrente em espaços públicos e museus, conectando e sobrepondo espaços e tempos distintos como em uma caçada ao traço. O processo de Veronika Kellndorfer apresenta um contexto de retro utopismo, como uma máquina de projeção mostrando a memória como o futuro.

O evento é gratuito, sujeito à capacidade de lotação do Pequeno Auditório do MASP, de 80 pessoas. 

|